Considerações aos leitores.

Uma janela de minha vida está aqui, nada mais é que uma simples forma de expressão. Poesias e momentos atuais serão postados. As portas estão abertas para todos vocês.


Muito grato pela visita.



Rafael Echeverria.


terça-feira, 20 de julho de 2010

MEU BEM VER.


Senti muita tristeza.
Mas senti também pureza.
A vida é uma incerteza.
Mas não deixa que amadureça.

Posso sentir com certeza.
Que talvez, o problema desapareça.
Espero que não perca.
Esperança com clareza.

Hoje vivo bem.
Não preciso de alguém.
Que sempre diz o que tem.
Mas que mal tem?
Sentir prazer e fazer bem.

È. Assim viverei.
Agora marco comigo.
Momentos de viver.
Momentos de esquecer.

Lembro muito de você.
Mas è difícil e faz doer.
Minhas pernas pensaram em perder.
Mas sei que crescer, pra voltar a correr.

Esse momento vai viver.
Pra você, voltar a morrer.
Muito obrigado, minha vida, a você.

ALGO PARA ALGUÉM.


Sentimentos apurados.
De um homem suspirado.
Deliciou-se do amor.
A quem mais confiou.

Acorrentou-se.
De onde jamais superou.
A forca do encanto.
Em sua vida predominou.

Encontrou-se no espanto.
Da mulher que o amou.
Sentiu-se sem encanto.
Jamais recuperou.

Alegria de viver.
Perdeu, se afundou.
De repente, um dia acordou.
Olhou-se nos olhos, re-viver concordou.

Certo dia voltou e tentou.
Mais uma vez.
O sol o abandonou.
Uma princesa feiticeira.

Foi o que pensou.
Mas na realidade.
Nada mais significou.
Sua vida desde então.

Voltou e melhorou.
Pelo menos nos teus dias.
Ninguém mais o xingou.
Quem perde com isso?

Pergunta pra quem provocou.
Passar fome um dia.
Jamais passou.
Sabes que o mundo, girando contornou.

Quem sabe eu me refira.
A quem duvidou.
Que o homem re-viveu.
Das cinzas se amou.

A vida è assim.
Pra quem pensa que terminou.
Não deixes de pensar em mim.
Fui eu quem te apresentou.

O melhor da vida.
Este homem muito te amou.
Não te esquece que a vida.
Foi Deus quem presenciou.

Perdestes o homem que ninguém duvida.
Outro amor ele criou.
Agora que esta vivendo a vida.
Nosso encontro terminou.

Sinto muito tua falta.
Imagina quem o causou.
Teu beijo ficou na esquina.
Pro próximo que encontrou.

CHEGA DE PARTILHA.


Tento inspirações para meu dia-dia.
Acordar e abrilhantar, mesmo sem companhia.
Procuro estrelas.
No meio da ventania.

Machuco sem ver.
Amigas minhas.
Amarelo, não gostaria.
A culpa foi minha.

Apertei tua mão.
Você agarraria a minha.
Quisestes meus olhos.
Eu te daria.

Minha vida largaria.
Pra você eu viveria.
Nada adiantou.
Aqui estou na armadilha.

Nunca quis.
Você provocou.
Eis a partilha.
Agora como estamos?

Não sei se acordou.
Eu estou vivendo na minha.
Já terminou e voltou.
Agora chega minha filha.

ESQUECERÁ DE MIM.


Essa historia è mal contada.
Mal terminada.
Mal interpretada.
Tuas palavras me perturbaram por muito tempo.

Tuas brigas machucam.
Tuas tapas, tuas raivas...
Mas tudo me perfumou.
Perfurou-me.
Dilacerou-me.

Agora, tudo recomeçou.
Mal procuro você.
Mal soube a forma que me deixou.
Se pensas que me preocupou...

Imagino que nem se importou.
Agora! Eu sou, serei e começarei.
Tudo aquilo que terminou.
O homem que havia apagado em mim despertou.

Devolvendo a luz, daquele livro que ilustrou.
Marquemos um recomeço.
Pra aquele a quem deixou.
Nasci pra mim.

Você me abrilhantou.
Um beijo por mim.
Até adiantou.
Esquecera de mim, não mais retornou.

SEM JEITO.


O meu sonho se transformou em você.
Meu peito bate como uma batida entre carros.
Minha saudade se transforma em agonia.
E os momentos vão escorregando na ponta dos dedos.

Parece um mar de indefinição.
Não tem hora, nem perdão.
Sinto muita falta de você.
Teus telefonemas não vê receber.

E o dia passa, não sei mais o que fazer.
Que dureza amanhecer.
Entardecer, sem nada pra comer.
Anoitece e não tenho você pra me esconder.

Quanto tempo se foi?
Desde nosso ultimo beijo.
Nossa ultima noite de amor.
Nossa ultima despedida.

Quanta alegria!
Daria-te meu perdão.
Carrega-me e transpira.
No meu peito sem jeito.

VOCÊ RESISTE.


Sou um romântico, não meloso, não simpático.
Sou lunático, sem tempo, sem noção.
Sinto que sou pratico, não perco nada não.
Que medo tem então?

Sou o cara que te deu perdão.
Estendi-te minha mão.
Dei-te meu coração.
E você não deu valor não.

Por quê?
Por quê?
Causei-te tanta magoa assim?
Você desapareceu.

Nem sinal deu pra mim.
Minha melhor amiga, meu amor era sim.
E me deixas assim?
Não acreditei, mas está sendo um mar sem fim...

Nada mais existe, o tempo è triste sem você.
Meu amor!
Meu amor!
Nunca te ausentes de mim.

Para viver em paz, para que não sofra mais!
Por que tanta magoa assim...
Não vale pra você, nem pra mim.
Eis algo que me fez compreender.
Bons momentos não irão esquecer.

POÇO COM VOCÊ.


Meu amor por você foi encontrado.
Num calabouço desencanado.
Escuro e fundo.
Onde nem nada nem ninguém podem ver.

Alem de você.
Perdi-me nos laços que fecharam minha entrada.
Para o clareado da paixão.
Quem sofre hoje, não sou só eu não.

Parti minhas feridas, para me curar de uma razão.
Preciso de uma saída.
Sem motivo, sem razão.
Perdi-me, não me encontro mais não.

Por que isso?
Não tem nada de mal não.
Que linda è essa canção.
Da minha mente não escapa não.

Parece você suspirando.
Beijando-me a mão.
Chamando-me então.
Para uma estrada de encontrão.

Somos dois bons, mergulhemos então.
Nessa bendita razão.
Minhas mãos terminaram segurando sem sermão.
Linda esta situação.

Meu poço secou e não molha sem razão.
Significa muito pra mim.
Saber que pensas então.
Estou certo?

Não mente não.
Me salva com teu beijo.
Senão não vivo não.
Tem cuidado.

Devagarzinho pra não machucar meu coração.
Esse sentimento, pertence ao teu coração.
Sirva-se de pouquinho.
Pra não terminar em vão.

Eis nossa saúde paixão.
Eu e você sofremos um encontrão.
Que maravilha!
Essa minha vida me devolve então.

Por que pra você, eu imploro, não morre não.
Importa-se comigo então.
E vive segurando minha mão.
No meu poço, não enche sem você não.
Eis pra ti, a minha intenção.
Teu balde não secou não.
È difícil não viver com sua paixão.
Deus não entendeu ainda meu perdão

AO TEU CORAÇÃO.


Às vezes quero crer, mas não consigo.
È tudo uma estupidez.
Perguntei a Deus, por que comigo?
Por que o fez?

Espero ainda pelo meu perdão.
È melhor ser alegre.
Alegria è a melhor coisa que existe.
È como uma luz no coração.

Mas pra fazer isso com beleza.
È preciso ter esperteza.
Por que sem isso não faz não.
È como amar uma mulher linda.

Mas do que adianta se não te completa não?
E daí?
A beleza da mulher não cura não!
O olhar de um coração machucado.

Eis o amor de uma mulher.
Que quer esquecer o passado.
E encontrar só o perdão.
Por que as palavras são a tristeza.

Que quem ama não gosta não.
A vida è pra valer!
Não se engane è uma só!
Agradece a Deus, por ter sido reconhecida.

Não brinca com a vida não amiga.
Enche a minha vida cheia de carinho.
Pense bem na sua vida.
Ela não è lambança.

Nem menospreza.
È pouca a chance que tem na mão.
Por que já vivemos nosso amor na Bahia.
E teu sangue escorre no meu coração.

Chuto a balde, mas não tem direção.
E daí?
Que mulher não tem sua própria beleza?!
Que mulher não sofre pelo seu amor?!

E implora só pelo perdão?
Isso è a linguagem do coração.
Por que essa è a tristeza que balança.
E ela te da sempre esperança.

De um dia não ser mais triste não.
Chega de brincar com a vida.
Ela è pra valer...
E eu sou seu capitão.

Encontremos nossa direção.
Nessa complicada caminha chamada...
...Teu coração...

PARTE DE NÓS.


Nossas viagens mergulham na minha mente.
Teus cabelos escorregam pelas minhas mãos.
Naquele quarto rolávamos no chão.
Estar contigo, nunca foi em vão.

Oh! Tempo bom.
No Rio, vivemos momentos felizes.
E ficaram suas raízes.
Depois perdeu a esperança.

Por que o perdão também cansa.
Lembra que te dei uma aliança?
Nossas imagens vivem lembrança.
Todo o dia te desejava como um único pedido.

Colar nossas bocas no céu, e molhar com chuva.
Abraçar-te e não ser solto por você.
Viver nossa lua-de-mel que nunca acontecerá.
Ou que já passou...

Minhas visitas escondidas, onde ficavam as tristezas.
E só ficava ali então.
Lembra?
Não esqueço não...

Dormimos juntinhos, e não soltávamos a mão.
Você enroladinha ao meu lado, isso era vidão.
Bom dia, com café na mão.
Quem não queria? Paixão...

ÚNICA VERDADE.


Lembro quando nos despedíamos.
Gostaria de ficar marcado no teu corpo.
Como tatuagem.
Pra te dar coragem e seguir tua viagem.

E também pra me entregar às tuas margens.
Quero pintar no teu corpo, como menina.
Que se alucina, quando você vem.
Esperava-te enrolado nas cobertas.

Imaginando você chegando bem.
Cansada, mas cheia de vida.
Fazia-me tão bem.
Coração de mãe se enganou tão pouco.

Rabiscam-te o corpo todo.
Mas você nem sente.
Compartilhamos tantas noites, que não oscilavam.
Princesa divina deixa-me perpetuar em tuas costas.

Por que sei que gostas e te fazem bem.
Tua cor rosa, corrosiva.
Deixava meu peito na carne viva.
Hoje meu dia não sente.

Aquele tempo tão diferente.
Que de repente...
Foi da gente!
Quero ficar no teu corpo, feito tatuagem.
Pra que te dê coragem quando a noite vem.

ESTAREI AÍ.


Quando você está pra baixo, e com problemas.
E precisa de uma mão.
Nem nada, ou quase nada supera um amigo.
Feche seus olhos e pense.

Então eu estarei ali.
Segurando tua mão durante toda noite.
Apenas chame meu nome.
E você sabe que sempre irei.

Com todo amor, te verei novamente.
Tudo que você precisa fazer, è ligar.
Então eu estarei lá.
Você tem um amigo.

Se o céu te der as costas.
Isso te fará mal.
Mas estaremos juntos, basta me chamar.
Eu sou o conjunto da tua alma.

Basta chamar o meu nome.
E você sabe que independente de onde esteja.
Irei pra te ver novamente.
Tudo que você precisa fazer è chamar.

E eu estarei lá.
Você sabe, tens um amigo.
Eles te machucam, mas minha alma nunca vai te deixar.
Eu te darei tudo nas mãos, basta chamar meu nome.
E independente de onde esteja te verei novamente...

HOJE É SEMPRE.


Meu amor, não tenho tudo.
Desde o meu sangue até minha essência.
Meu amor, meu tesouro.
Minhas vidas têm aos teus pés.

Tenho um coração que morre de tanto amor.
E não conhece o fim.
Meu coração bate por você.
Não tem despedida.

Para meu amor, só vejo eternidade.
Eu tenho um coração que não conhece o fim.
Um coração que bate por você.
Quero-te tanto, nem sei explicar.

Nossa dor è a mesma.
È a mesma que machuca a alma.
Eu sei que hoje e sempre, nos temos um ao outro.
E fico muito feliz por você existir.
Para que hoje e sempre te ter aqui.
Eu te quero por que sem você, meu tempo já se foi.

VOU PARA ELA.


Eu era ela, ela era eu.
Vencíamos.
Refletíamos.
Se alguém me perguntasse.

Diria: È ela.
Éramos jovens.
Estávamos o tempo todo errado.
Mas tudo bem.

Se alguém me perguntasse.
Eu diria: È ela.
Onde você quiser ir.
Eu vou também, rindo e feliz.

Diga o que você quer fazer.
Do que quer brincar.
Eu vou também.
Ficaria muito bem te vendo delirando.

Veja como somos fortes.
Teremos que ter cuidado.
Por que se alguém me perguntar.
Eu direi: È ela!

È ela...
È ela...