Considerações aos leitores.

Uma janela de minha vida está aqui, nada mais é que uma simples forma de expressão. Poesias e momentos atuais serão postados. As portas estão abertas para todos vocês.


Muito grato pela visita.



Rafael Echeverria.


quarta-feira, 7 de abril de 2010

PASSA ENTÃO.

Imagino como seria acordar e ser sempre feliz.
Encontrar uma maneira de não impedir.
Os sistemas irracionais iguais de uma atriz.
O impetuoso olhar de aprendiz.

È ela quem diz.
Diz o que? Pra que?
Se meu dia hoje ao entardecer... Não vai ser com você!
Que mula! Que chata! Que desperdício de bem dizer...

O quanto eu sou parecido com você.
O quanto imaginei deixar de te perder.
Ou ouvir seu sussurro pra vim dizer.
Não preciso mais de você.

Mas algum dia, teremos todos que aprender.
Que o dia nasce pra logo descer.
Que o vento sopra, e depois desaparecer.
Que a terra molha, secando até marrom parecer.

Que o fogo apaga, sem mais se ver.
Que a lua desaparece, ate o dia amanhecer.
Procuro soluções, que jamais irão aparecer.
Vi uma tremenda imensidão.

Esperado de muita emoção.
Acredito sim paixão.
Que meu apego a ti chegou e não tem volta não.
Entendi o que quis dizer.
Sinto muito, agora eu não vou mais não.

Nenhum comentário: