Considerações aos leitores.

Uma janela de minha vida está aqui, nada mais é que uma simples forma de expressão. Poesias e momentos atuais serão postados. As portas estão abertas para todos vocês.


Muito grato pela visita.



Rafael Echeverria.


quarta-feira, 7 de abril de 2010

DESORDEM.

Ah! Se já perdemos a noção da hora.
Tudo jogamos fora.
Como partir?
Ao te conhecer, dei pra sonhar e rompi desafios.

As noites eternas já confundiram nossas pernas.
Tornou nossa sorte um perdão.
Como? Se na bagunça do teu coração, o meu sapato ainda roça no teu.
Amamo-nos feito dois pagãos.

Achei que estivestes te fazendo de tonta.
Mas na realidade, eu não me dei conta.
Chegou a hora, e eu te vi partir.
Ah! Se já jogamos tudo fora.

Eu já não sei qual e a hora.
Não sei por que te vi partir.
Se juntos já jogamos tudo fora.
Agora me conta como hei de partir.

Ao te conhecer, rompi com o mundo e deixei de lado meus desafios.
As noites eternas confundiram tanto as nossas pernas.
E agora, eu devo seguir...
Deixaste-me no chão.

Graças a bagunça do teu coração.
Como? Se te amei sem ter te partido.
Meu coração agora a de se perder.
Ah! Já perdestes a noção da hora...

Nenhum comentário: