Considerações aos leitores.

Uma janela de minha vida está aqui, nada mais é que uma simples forma de expressão. Poesias e momentos atuais serão postados. As portas estão abertas para todos vocês.


Muito grato pela visita.



Rafael Echeverria.


terça-feira, 3 de maio de 2011

EXCEÇÃO.


Hoje senti um sabor estranho na boca.
Minha sombra já não me acompanha como de costume.
Meu corpo não flutua como costumava.
Sinto que estou amanhecendo!

Reviverei momentos de gloria?
De aventuras, ternuras...?
Novos tempos... Sempre novos tempos.
Mas na realidade, gostaria de ter apenas o tempo!

Maldição! Impressiono-me assim? Tão fácil?!
Ou desisto mais rápido ainda?
Parece-me um labirinto, um labirinto mesmo!
Hoje quando levantei quebrei meu espelho.

Não tinha visto meu reflexo, era desespero!
Olha o que aconteceu, agora, ficarei de joelhos.
Este filme me recorda os tempos de coelho.
E hoje, entendo como fiz feio.

Encontrei uma tremenda escuridão.
Sem sentido, sem perdão...
Por favor, coração, te peço:
Abre-me está exceção.

Nenhum comentário: