Considerações aos leitores.

Uma janela de minha vida está aqui, nada mais é que uma simples forma de expressão. Poesias e momentos atuais serão postados. As portas estão abertas para todos vocês.


Muito grato pela visita.



Rafael Echeverria.


quinta-feira, 13 de maio de 2010

EXCEÇÕES.

Desabafo por que nasci assim.
Acredito na historia sem fim.
Desacreditei quando ouvi reclamar de mim.
Ralei a procura de algo que estivesse afim.

Não te agradei, mais você sim a mim.
Que coisa! Vacilamos, mas a vida è assim.
Não tem mais perdão, duvidei do meu caráter sim.
Acorda! Nada è em vão.

Hoje, faremos um mutirão.
E juntos, venceremos então.
Depois, não vai dizer que te deixei na mão.
Lembra daquela conversa, amigo chorão?

È, nenhum dos dois tinha razão.
O que rompe pilastra, è a lei da atração.
E quem maltrata è o coração.
Quem não quis ser inesquecível?

Já precisei, mas não desejo mais não.
Foi-se tempo de paixão.
Passou, não repito mais não.
È triste magoa não cura não.

Sorte de quem aproveitou então.
Imagina a cara dela agora, me chamando de sem noção.
Admirei sua preciosa decisão.
Mas com o coração, não se brinca não.

Não são muitos, que aceitam o perdão.
Hoje, já deixei de ser exceção.
Muito cuidado, olha o tropeção.

Nenhum comentário: